Está aqui

Sobre a medição dos custos fixos operacionais das empresas portuguesas

Autores 
Pedro Moreira
Ano de Divulgação 
2021
Resumo 
Os custos fixos operacionais de uma empresa são tradicionalmente definidos como os custos que não se alteram com o seu nível de vendas. Estes custos afetam a capacidade de ajustamento das empresas a choques adversos. No entanto, uma empresa pode ter custos fixos elevados e ter simultaneamente a flexibilidade de os reduzir a um custo baixo e num curto período de tempo. Neste artigo, considera-se a flexibilidade da gestão da empresa na estimação dos custos fixos operacionais. Desta forma, estimam-se os custos fixos operacionais das empresas como sendo os custos operacionais esperados no ano seguinte no caso de as vendas serem zero. Os custos fixos operacionais são estimados ao nível da empresa para o período entre 2006 e 2018, explorando a heterogeneidade ao nível da dimensão e do setor de atividade. De acordo com as estimativas, os custos fixos operacionais são em média 15% das vendas das empresas portuguesas. Documentam-se dois resultados principais. Em primeiro lugar, o rácio de custos fixos operacionais sobre vendas é mais elevado para as empresas pequenas do que para as empresas grandes. Em segundo lugar, este rácio é mais elevado nos setores de atividade relacionados com os serviços. Estes resultados estão relacionados com a estrutura de custos operacionais das empresas, nomeadamente a percentagem de gastos com pessoal, dos custos com as mercadorias vendidas e matérias consumidas, e dos fornecimentos e serviços externos no total de gastos operacionais.
Link para documento 
Tags