Está aqui

Mobilidade e desigualdade do rendimento na União Europeia e em Portugal

Ano de Divulgação 
2012
Resumo 
Este artigo estabelece alguns factos sobre a mobilidade e a distribuição do rendimento nos países da União Europeia, com uma especial atenção para o caso português. A análise foi desenvolvida com a informação mais recente da base de dados EU-SILC, para o período 2005-2009. Existe uma mobilidade substancial entre os vários decis de rendimento na UE e, em menor grau, em Portugal. A mobilidade diminui o nível de desigualdade de forma não negligenciável, mas a fração de desigualdade que assume uma natureza permanente permanece bastante elevada em todos os países da UE e, em particular, em Portugal. Adicionalmente, não existe uma relação entre o nível de desigualdade e o contributo da mobilidade do rendimento para a diminuição da desigualdade nos países da UE. No passado recente, o crescimento do rendimento nos países da UE, incluindo Portugal, foi enviesado no sentido dos indivíduos de menor rendimento. O contributo deste crescimento “progressivo” para a diminuição da desigualdade foi, no entanto, mitigado, ou mesmo anulado, pelo reposicionamento dos indivíduos ao longo da distribuição do rendimento.
Link para documento 
Publicado como 
Tags