Está aqui

A medição da subutilização no mercado de trabalho: Uma análise empírica para Portugal

Autores 
Domingos Seward
Ano de Divulgação 
2020
Resumo 
Este artigo apresenta uma perspetiva sobre o grau de subutilização no mercado de trabalho português tendo por base o nível de vinculação ao mercado de trabalho de vários grupos de indivíduos não empregados. É discutida a adequação dos critérios convencionais de desemprego. Seguindo a literatura sobre este tópico, é sugerida uma classificação de estado no mercado de trabalho baseada nas transições dos indivíduos não empregados. Verifica-se que alguns subgrupos de inativos exibem um comportamento de transição para o emprego mais próximo dos desempregados do que dos restantes inativos. Tal sugere que a classificação de alguns indivíduos como inativos poderá não ser a mais indicada, uma vez que estes têm uma forte vinculação ao mercado de trabalho e se rejeita a sua equivalência relativamente aos seus pares em inatividade.
Link para documento 
Tags