Está aqui

Efeitos das Externalidades da Despesa Pública

Ano de Divulgação 
2012
Resumo 
Estimamos, usando dados dos EUA, um modelo de equilíbrio geral com duas características salientes. Primeiro, permitimos que o consumo público afete diretamente o bem-estar das famílias. Em segundo lugar, permitimos que o capital público afete a produtividade dos fatores privados. Por um lado, estimamos que o consumo privado e público são bens substitutos, ou seja, um aumento do consumo público leva as famílias a substituir parcialmente consumo privado com consumo público. Consequentemente, a oferta de trabalho reage pouco a um choque de consumo público e, portanto, o multiplicador do consumo público é muito menor do que em modelos com separabilidade, atingindo o valor máximo - 0,33 - no momento do choque. Por outro lado, investimento público (excluindo defesa) resulta num aumento ligeiro ou insignificante, dependendo da especificação, da produtividade dos fatores privados. Nas especificações onde o investimento público é produtivo, um choque de investimento gera as seguintes respostas estimadas (após vários trimestres): uma reação positiva do consumo privado, do valor das empresas, do investimento privado e dos salários reais. Em contraste com modelos onde o capital público é improdutivo , o multiplicador do investimento público estimado aumenta durante um longo período, atingindo cerca de 1,5 após seis anos.
Link para documento 
Publicado como 
Tags