Está aqui

Desajustamento entre escolarização e ocupações dos trabalhadores portugueses: uma análise agregada

Ano de Divulgação 
2019
Resumo 
Este artigo analisa a evolução do desajustamento entre a escolarização e as ocupações dos trabalhadores portugueses nas últimas duas décadas. Tem-se verificado uma redução continuada na proporção de trabalhadores sub-escolarizados, à medida que as gerações jovens, mais escolarizadas, têm substituído as mais velhas no mercado de trabalho. O maior grau de sub-escolarização em Portugal relativamente aos países da União Europeia verifica-se atualmente sobretudo para os trabalhadores com maior antiguidade. A sobre-escolarização permanece baixa, mesmo nos anos mais recentes: os valores para Portugal são inferiores aos da maioria dos países europeus. Além disso, registou-se um grande aumento no número de trabalhadores com ensino superior durante este período, a maioria dos quais tem ingressado em profissões muito qualificadas.
Link para documento 
Tags