Está aqui

Taxas de juro oficiais e de referência

Taxas de juro oficiais do Banco Central Europeu (BCE)

As taxas de juro oficiais do BCE são:

Data

Facilidade permanente de depósito

Operações principais de refinanciamento

Operações principais de refinanciamento

Facilidade permanente de cedência marginal de liquidez

Com efeitos desde

Leilões de taxa fixa

Taxa fixa

Leilões de taxa variável

Taxa mínima de proposta

2022

2 nov.

1,50

2,00

-

2,25

14 set.

0,75

1,25

-

1,50

27 jul.

0,00

0,50

-

0,75

2019

18 set.

−0,50

0,00

-

0,25

2016

16 mar.

−0,40

0,00

-

0,25

2015

9 dez.

−0,30

0,05

-

0,30

2014

10 set.

−0,20

0,05

-

0,30

11 jun.

−0,10

0,15

-

0,40

2013

13 nov.

0,00

0,25

-

0,75

8 mai.

0,00

0,50

-

1,00

2012

11 jul.

0,00

0,75

-

1,50

2011

14 dez.

0,25

1,00

-

1,75

9 nov.

0,50

1,25

-

2,00

13 jul.

0,75

1,50

-

2,25

13 abr.

0,50

1,25

-

2,00

Para consulta de informação histórica sobre estas taxas de referência, ver BPstat.

 

As taxas de juro oficiais do BCE são fundamentais para a condução da política monetária e para sinalizar a respetiva orientação aos agentes económicos.

A taxa de juro da facilidade permanente de cedência marginal de liquidez estabelece normalmente um limite máximo para a taxa de juro overnight do mercado interbancário, enquanto a taxa de juro da facilidade permanente de depósito define normalmente um limite mínimo. Desta forma cria-se um corredor para a evolução da taxa de juro overnight do mercado interbancário. Num contexto de excesso de liquidez, a taxa de juro overnight tende a ser próxima da taxa da facilidade de depósito.

As taxas de juro oficiais têm um papel determinante na formação das taxas de juro de curto prazo do mercado monetário interbancário da área do euro.

 

€STR

A taxa €STR (do inglês Euro Short Term Rate) é a nova taxa de juro de referência do mercado monetário do euro para o prazo overnight e é também considerada como a taxa de juro sem risco do euro. Esta taxa começou a ser publicada pelo BCE, que é o seu administrador, no dia 2 de outubro de 2019.

A €STR é baseada em transações diárias de obtenção de fundos no mercado monetário sem garantia do euro, no prazo overnight, sendo as transações efetuadas não só no mercado interbancário, mas também junto de outras entidades financeiras que não bancos, como seguradoras, fundos de pensões e fundos do mercado monetário.

 

EURIBOR

As taxas EURIBOR (do inglês Euro Interbank Offered Rate) são as taxas de juro de referência do mercado monetário do euro para os prazos compreendidos entre uma semana e um ano. 

Estas taxas são também usadas como referência em vários produtos financeiros, como no crédito à habitação com taxa de juro variável e nos instrumentos de taxa de juro (obrigações e derivados). Correspondem às taxas às quais as instituições de crédito dos países pertencentes à União Europeia e à Associação Europeia de Comércio Livre (EFTA, no acrónimo em inglês) podem obter fundos em euros no mercado monetário por grosso sem garantia, para os diferentes prazos.

As taxas de juro EURIBOR foram declaradas pela Comissão Europeia, em agosto de 2016, como taxas de juro críticas pela sua importância sistémica no sistema financeiro.

O cálculo das taxas EURIBOR segue uma metodologia híbrida que privilegia, sempre que possível, o uso de transações reais no mercado monetário. Na ausência de transações, a metodologia híbrida conta com outras fontes de preços de mercados relacionados e apreciações (juízos técnicos) de especialistas, por forma a garantir a robustez das taxas. 

O Instituto Europeu dos Mercados Monetários (EMMI, no acrónimo em inglês) é a entidade administradora destas taxas. Este instituto realiza anualmente uma avaliação da metodologia de determinação das taxas EURIBOR.

As taxas EURIBOR cumprem com os requisitos do Regulamento da UE relativo aos índices de referência (Benchmark Regulation, na designação em inglês).