Está aqui

TARGET2-Securities


 

O TARGET2-Securities (T2S) é uma plataforma técnica do Eurosistema que fornece serviços de liquidação de títulos em moeda de banco central (euros e outras moedas elegíveis, desde que o banco central emissor esteja ligado ao T2S).

O T2S reúne na mesma plataforma técnica contas em numerário e contas de títulos.

As relações são estabelecidas, paralelamente, entre as instituições titulares de contas de títulos e as centrais de depósito de títulos e entre as instituições titulares de contas em numerário e os bancos centrais. 

 

 

O sistema oferece às centrais de depósito de títulos europeias (e, através destas, aos respetivos clientes) a possibilidade de transacionarem títulos, de forma eficiente e segura, sob as mesmas condições técnicas e de preço, contribuindo, assim, para a integração dos mercados de títulos na Europa e para a estabilidade financeira.

 

A plataforma está em funcionamento desde 22 de junho de 2015. A comunidade portuguesa aderiu ao T2S no dia 29 de março de 2016, juntando-se às comunidades da Bélgica (que aderiu no mesmo dia), Grécia, Malta, Roménia, Suíça e Itália.

 

Operações processadas no TARGET2-Securities

Superintendência

 

A superintendência do TARGET2-Securities é da responsabilidade do Eurosistema, em cooperação com todas as autoridades que têm um interesse comum na arquitetura, operação e gestão prudente dos serviços do T2S.

Informação para profissionais

 

Condições de acesso

 

Podem ser titulares de contas de numerário no T2S as instituições que cumpram os requisitos para participação direta no TARGET2.

Para a gestão da liquidez na conta de numerário, as instituições podem ligar-se diretamente ao T2S desde que contratem os serviços a um dos fornecedores autorizados para o efeito ou, em alternativa, podem utilizar os serviços de valor acrescentado que o TARGET2 disponibiliza. 

Para informação mais detalhada consultar o Anexo II A – Condições Harmonizadas para a abertura e movimentação de uma conta de numerário dedicada no TARGET2, da Instrução do Banco de Portugal n.º 54/2012.

Para informação técnica detalhada sobre os modelos de ligação consulte o sítio do BCE.

 

Funcionalidades

 

O T2S disponibiliza um conjunto de funcionalidades bastante sofisticadas, destinadas à gestão do ciclo de vida das instruções de liquidação de títulos, gestão da liquidez, gestão dos dados estáticos e gestão da informação. 

São admitidos os seguintes tipos de instruções de liquidação de títulos:

  • Free of payment (FOP): consiste numa operação DFP (delivery free of payment) e numa RFP (receive free of payment). Em ambos os casos os títulos são entregues ou recebidos sem que ocorra a troca de numerário;
  • Delivery or receive versus payment (DVP/RVP): a troca dos títulos e dos fundos ocorre em simultâneo;
  • Delivery with payment (DWP/RWP): a entrega dos títulos e dos fundos é efetuada através de operações diferentes. Por exemplo, a compensação efetuada por uma contraparte central pode resultar nestes dois tipos de instrução;
  • Payment free of delivery (PFOD): refere-se a uma instrução em que apenas é entregue numerário sem entrega de títulos, tipicamente ocorre na liquidação de eventos corporativos.

 

Para a gestão da liquidez, o T2S disponibiliza os seguintes serviços: transferências de liquidez do e para o TARGET2, operações de autogarantia com vista à obtenção de liquidez intradiária, possibilidade de reservar liquidez e de definir limites e, ainda, possibilidade da otimização da utilização da liquidez e do colateral.

Através da gestão dos dados estáticos é possível definir relatórios, subscrever mensagens e definir os acessos dos utilizadores de acordo com as respetivas áreas de responsabilidades.

Para informação técnica detalhada sobre as regras de funcionamento consultar o sítio do BCE.  

 

Calendário e horários

 

O T2S está disponível para o processamento das instruções de liquidação de títulos que não envolvam a entrega de numerário todos os dias, com exceção dos fins de semana e dos dias 1 de janeiro, 25 e 26 de dezembro. No entanto, para as operações que envolvam liquidação de fundos, o calendário de funcionamento é o do TARGET2.

    

     * Mais 15 minutos no último dia do período de manutenção das reservas mínimas.
     ** O período de liquidação noturno pode terminar antes do início do período de manutenção.
     *** O período de liquidação em tempo real pode ter início antes do período de manutenção técnica, caso o processmaento noturno termine antes das 02h00.
     **** Se sexta-feira, a data de negócio é a de segunda-feira desde que esta seja dia útil no TARGET2.

 

Preçário

 

Para consultar preçário aceder a Preçário