Está aqui

Economia numa imagem

Economia numa imagem

Aumento significativo dos recebimentos de fundos da União Europeia em 2020-23

26.02.2021

Economia numa imagem: Aumento significativo dos recebimentos de fundos da União Europeia em 2020-23

Com a pandemia COVID-19, as políticas supranacionais assumiram uma importância acrescida, destacando-se o papel dos fundos da União Europeia. Nos próximos anos, o Quadro Financeiro Plurianual (QFP) 2021-27 e o Next Generation EU (NGEU) assumem-se como os principais instrumentos da política europeia para a recuperação económica da crise pandémica e para dar resposta aos desafios de longo prazo. A dotação financeira de Portugal no âmbito do QFP 2021-27 é de cerca de 30 mil milhões de euros, que deverá ser utilizada até 2029. No caso do NGEU, as subvenções atribuídas a Portugal situam-se em torno de 16 mil milhões de euros, incluindo o Mecanismo de Recuperação e Resiliência (cerca de 14 mil milhões de euros) e o reforço de três instrumentos de gestão partilhada, nomeadamente o REACT-EU, o Desenvolvimento Rural e o Fundo para uma Transição Justa. Estes montantes deverão ser utilizados até ao final de 2026. Adicionalmente, Portugal continuará a receber financiamento atribuído no âmbito do acordo de parceria Portugal 2020 até 2023. 

De acordo com as projeções divulgadas no Boletim Económico de dezembro de 2020, os beneficiários finais receberão em média 3,4% do PIB por ano relativos a subvenções europeias no período 2020-23, estando cerca de 30% deste valor associado ao NGEU. O valor dos recebimentos é superior à média observada no passado, estimando-se que se atinjam máximos em 2022 e 2023. 

 

 

 

Para mais detalhes, ver Caixa 2 do Boletim Económico de março de 2019, “Impacto dos recebimentos de fundos da União Europeia na balança corrente e de capital: Portugal 2020 em perspetiva”, e Caixa 2 do Boletim Económico de dezembro de 2020, “Recebimentos de fundos da União Europeia”.

 

Preparado por Cláudia Duarte e Carlos Melo Gouveia. As análises, opiniões e resultados expressos neste espaço são da exclusiva responsabilidade dos autores e não coincidem necessariamente com os do Banco de Portugal ou do Eurosistema.

 

Se desejar receber um e-mail quando for publicado um novo “Economia numa imagem” envie o seu pedido para info@bportugal.pt