Está aqui

Economia numa imagem

Economia numa imagem

Os idosos mudam mais o seu comportamento do que os jovens em resposta à pandemia Covid-19

25.09.2020

Economia numa imagem: Os idosos mudam mais o seu comportamento do que os jovens em resposta à pandemia Covid-19

 

 

 

A pandemia Covid-19 está a condicionar a vida de praticamente todas as pessoas no mundo. Contudo, há alguns grupos mais afetados pela doença do que outros. Os idosos, por exemplo, estão mais propensos a desenvolver sintomas sérios causados pelo vírus SARS-CoV-2 e a falecer de complicações da doença. A ciência económica procura analisar o efeito das epidemias tendo em conta as mudanças comportamentais dos agentes económicos, através do uso de modelos matemáticos simulados.

 

Usando um modelo económico com agentes racionais para a pandemia Covid-19, distinguindo entre indivíduos jovens e idosos, é possível concluir que os idosos mudam mais o seu comportamento. Para se protegerem contra as infeções, os idosos escolhem passar mais tempo em casa e longe de atividades em que o risco de contrair o vírus é superior. Essa maior proteção leva a uma diminuição acentuada da curva de infeções. Assim, o modelo indica que, apesar da pandemia Covid-19 ser mais fatal para idosos, a diferença em taxas de mortalidade entre gerações seria ainda maior na ausência de mudanças comportamentais.

 

 

 

Para mais detalhes, ver Brotherhood, Kircher, Santos and Tertilt (2020), “An economic model of the Covid-19 pandemic with young and old agents: Behavior, testing and policies”, Banco de Portugal Working Paper 14.

 

Preparado por Cezar Santos. As análises, opiniões e resultados expressos neste espaço são da exclusiva responsabilidade dos autores e não coincidem necessariamente com os do Banco de Portugal ou do Eurosistema.

 

Se desejar receber um e-mail quando for publicado um novo “Economia numa imagem” envie o seu pedido para info@bportugal.pt