Está aqui

Economia numa imagem

Economia numa imagem

Os programas de compra de ativos do BCE melhoram as condições de financiamento dos bancos, elemento importante no contexto da pandemia COVID-19

22.05.2020

Economia numa imagem: Os programas de compra de ativos do BCE melhoram as condições de financiamento dos bancos, elemento importante no contexto da pandemia COVID-19

Em cada trimestre o Banco de Portugal e os restantes bancos centrais da área do euro realizam o Inquérito aos Bancos sobre o Mercado de Crédito (Bank Lending Survey – BLS). O BLS inclui algumas questões pontuais sobre temas específicos, como por exemplo o impacto dos programas de compra de ativos do BCE sobre a situação financeira dos bancos e a sua política de crédito. Os bancos da área do euro consideram que os programas de compra de ativos levam a uma melhoria nas suas condições de financiamento no mercado e na sua posição de liquidez. A compra de títulos de dívida soberana por parte do BCE no contexto do APP pode justificar a diminuição na detenção de obrigações soberanas por parte dos bancos numa estratégia de portfolio rebalancing. É de salientar que este efeito tem vindo a diminuir ao longo dos últimos anos, em parte devido à diminuição das compras líquidas efetuadas pelo BCE. Para além disso, o APP exerce uma pressão descendente nas curvas de rendimento, o que leva os bancos a sinalizarem uma diminuição na sua rendibilidade decorrente da diminuição da margem financeira.

Ao longo do mês de março o Banco Central Europeu (BCE) anunciou um conjunto de medidas destinadas a contrariar o impacto do coronavírus COVID-19 nas economias da área do euro. Uma das medidas anunciadas foi o novo programa denominado Pandemic Emergency Purchase Programme (PEPP) que tem um envelope total de 750 mil milhões de euros. As compras serão realizadas até ao fim de 2020 e vão incluir todas as classes de ativos elegíveis sob o Asset Purchase Programme (APP) existente. Este novo programa de compra de ativos já está refletido nas respostas relativas aos últimos seis meses, assim como, nas expetativas dos bancos para os próximos seis meses.

 

Para mais detalhes ver Caixa: “Qual o impacto dos programas de compras de ativos do BCE nos bancos?”, publicada no Inquérito aos Bancos sobre o Mercado de Crédito do Banco de Portugal, de abril de 2020.

 

Preparado por Pedro Moreira. As análises, opiniões e resultados expressos neste espaço são da exclusiva responsabilidade do autor e não coincidem necessariamente com os do Banco de Portugal ou do Eurosistema.

 

Se desejar receber um e-mail quando for publicado um novo “Economia numa imagem” envie o seu pedido para info@bportugal.pt.