Está aqui

Economia numa imagem

Economia numa imagem

As expetativas dos analistas para a inflação de longo prazo na área do euro permanecem bem ancoradas

26.04.2019

Economia numa imagem: As expetativas dos analistas para a inflação de longo prazo na área do euro permanecem bem ancoradas

 

Desde 2013, a inflação na área do euro tem permanecido em valores baixos, quer em termos históricos, quer em comparação com o objetivo de estabilidade de preços do BCE. Se as expetativas de inflação de longo prazo estiverem bem ancoradas, estes desvios da inflação em relação ao objetivo do banco central deverão ser transitórios e a inflação deverá convergir gradualmente para esse objetivo. Consequentemente, surpresas negativas na inflação observada poder-se-ão traduzir em expetativas de inflação de curto prazo mais baixas, mas não em revisões das expetativas de longo prazo. É por isso comum testar a ausência de uma relação significativa entre as revisões das expetativas de curto e de longo prazo para avaliar se as expetativas de longo prazo estão bem ancoradas. 

No Inquérito a Analistas Profissionais realizado pelo BCE, as expetativas de longo prazo (4/5 anos à frente) caíram depois de 2013, mas permaneceram entre 1,8% e 2,0%. Além disso, a relação entre as revisões das expetativas de curto prazo (para o ano corrente) e de longo prazo continuou a ser significativa apenas para uma pequena proporção dos participantes. Este resultado sugere que as expetativas deste inquérito continuam relativamente bem ancoradas. Ainda assim, é de referir que alguns investigadores, usando esta abordagem, têm encontrado alguns sinais de desancoragem, especialmente quando são usadas expetativas de inflação extraídas de instrumentos financeiros.

 

Para mais detalhes ver Garcia e Iskrev (2019): “Expetativas de inflação do Inquérito a Analistas Profissionais: Uma análise exploratória”, publicado na Revista de Estudos Económicos do Banco de Portugal (Vol. 5, N. 2).

Preparado por Joana Garcia e Nikolay Iskrev. As análises, opiniões e resultados expressos neste espaço são da exclusiva responsabilidade dos autores e não coincidem necessariamente com os do Banco de Portugal ou do Eurosistema.

 

Se desejar receber um email quando for publicado um novo “Economia numa imagem” envie o seu pedido para info@bportugal.pt.