Está aqui

Economia numa imagem

A recente subida das taxas de juro dos bancos centrais iniciou-se num contexto diferente das anteriores

25.11.2022

Economia numa imagem: A recente subida das taxas de juro dos bancos centrais iniciou-se num contexto diferente das anteriores

A política monetária dos principais bancos centrais alterou-se de forma decisiva em 2022. O aumento repentino e persistente da inflação observado desde a segunda metade de 2021 levou os principais bancos centrais a subir as taxas de juro de política de forma acentuada.

As condições de partida do atual ciclo de subidas são distintas das observadas noutros episódios recentes. Por um lado, a recente subida de taxas ocorre depois de um aumento muito significativo da inflação, que não tem precedentes no período em que os bancos centrais orientaram a condução da política monetária por um objetivo explícito para a inflação. Por outro lado, o nível de partida das taxas de juro no ciclo atual era muito baixo, tanto em termos nominais como reais. 

Adicionalmente, ao contrário do observado na maioria dos episódios anteriores, os bancos centrais atuam hoje num regime de reservas excedentárias elevadas que foram criadas para sustentar os programas de expansão quantitativa do balanço através da aquisição de ativos financeiros, sobretudo títulos de dívida pública, e de operações de financiamento do sistema bancário. Neste contexto, a transmissão da subida das taxas de política aos diferentes segmentos de mercado poderá ser mais incerta, justificando uma monitorização contínua do impacto da reorientação de política.

 

Para mais detalhes, ver a Caixa 1 “Alteração da orientação da política monetária em 2022” do Boletim Económico de outubro de 2022 do Banco de Portugal.

 

Preparado por José Miguel Cardoso da Costa. As análises, opiniões e resultados expressos neste espaço são da exclusiva responsabilidade do autor e não coincidem necessariamente com os do Banco de Portugal ou do Eurosistema.

 

Se desejar receber um e-mail quando for publicado um novo “Economia numa imagem” envie o seu pedido para info@bportugal.pt.