Está aqui

Economia numa imagem

Economia numa imagem

O aumento dos preços dos bens alimentares e energéticos tem um maior impacto nas famílias de menores recursos

01.04.2022

Economia numa imagem: O aumento dos preços dos bens alimentares e energéticos tem um maior impacto nas famílias de menores recursos

A inflação em Portugal aumentou significativamente em 2021 e no início de 2022, atingindo 4,4% em fevereiro de 2022 (-0,3% em dezembro de 2020). A aceleração foi generalizada aos principais agregados, destacando-se o contributo dos bens energéticos. Em fevereiro, a taxa de variação homóloga dos bens energéticos ascendia a 15,2%. Os preços dos bens alimentares também aumentaram, situando-se a variação homóloga em 4,2% em fevereiro. As pressões ascendentes sobre estes preços têm sido intensificadas pelo conflito militar na Ucrânia. 

O choque sobre o poder de compra é particularmente significativo para as famílias de menor rendimento e despesa. Os gastos com bens alimentares e energéticos representam quase metade da despesa total das famílias de quartis de despesa mais baixos, sendo a parcela dos alimentares superior a um quarto da despesa total. Acresce o facto de os bens alimentares e energéticos serem essenciais e por isso a quantidade consumida não se reduzir significativamente em face de subidas de preços. O consumo das famílias de quartis de despesa mais elevados está menos concentrado neste tipo de despesas. As famílias de maiores recursos têm também maior capacidade de ajustamento, podendo mitigar o impacto do choque com recurso à poupança, em particular, aos montantes elevados acumulados durante a pandemia.  

 

Para mais detalhes consultar Caixa 3 “Evolução recente da inflação em Portugal e comparação com a área do euro” do Boletim Económico do Banco de Portugal de março de 2022.

 

Preparado por Carlos Melo Gouveia. As análises, opiniões e resultados expressos neste espaço são da exclusiva responsabilidade do autor e não coincidem necessariamente com os do Banco de Portugal ou do Eurosistema.

 

Se desejar receber um e-mail quando for publicado um novo “Economia numa imagem” envie o seu pedido para info@bportugal.pt.