Está aqui

Economia numa imagem

Economia numa imagem

A primeira fase do atual desconfinamento traduziu-se numa melhoria da evolução da atividade económica

09.04.2021

Economia numa imagem: A primeira fase do atual desconfinamento traduziu-se numa melhoria da evolução da atividade económica

O recurso a dados de alta frequência tornou-se premente para complementar a análise económica com base em indicadores mensais ou trimestrais. A rápida disseminação destes dados permite identificar atempadamente alterações bruscas na atividade económica. Neste contexto, o Banco de Portugal iniciou no final de janeiro de 2021 a divulgação regular do indicador diário de atividade económica (DEI) no seu sítio institucional. Recorde-se que este indicador sumaria informação diária que cobre diversas dimensões da economia.

Como documentado anteriormente, registou-se uma queda muito abruta do DEI a partir de meados de março de 2020, aquando do primeiro confinamento (linha a amarelo no gráfico). Pelo contrário, verificou-se uma recuperação muito rápida do indicador a partir de meados de março de 2021. Importa salientar que o DEI corresponde a uma taxa de variação homóloga, pelo que a queda observada no ano anterior cria um efeito base forte, gerando um efeito ascendente pronunciado no DEI (linha a vermelho no gráfico). Para mitigar a influência deste efeito base na leitura recente do DEI, pode calcular-se uma taxa bienal, o que corresponde a acumular as taxas de variação, em dias homólogos, para dois anos consecutivos (linha a azul no gráfico). Com base nesta leitura, observa-se que a primeira fase do atual desconfinamento iniciada a 15 de março traduziu-se numa melhoria da evolução da atividade económica.

 

Para mais detalhes, ver Lourenço e Rua (2020), “The DEI: tracking economic activity daily during the lockdown”, Banco de Portugal Working Paper No. 13 e Lourenço e Rua (2021), “The Daily Economic Indicator: tracking economic activity daily during the lockdown”, Economic Modelling.

 

Preparado por Nuno Lourenço e António Rua. As análises, opiniões e resultados expressos neste espaço são da exclusiva responsabilidade dos autores e não coincidem necessariamente com os do Banco de Portugal ou do Eurosistema.

 

Se desejar receber um e-mail quando for publicado um novo “Economia numa imagem” envie o seu pedido para info@bportugal.pt