Está aqui

Economia numa imagem

Economia numa imagem

A riqueza líquida das famílias em percentagem do rendimento disponível tem vindo a aumentar nos últimos anos

07.06.2019

A riqueza líquida das famílias em percentagem do rendimento disponível tem vindo a aumentar nos últimos anos

 

A riqueza líquida das famílias apresentada no gráfico corresponde à soma da riqueza em habitação com a riqueza financeira, subtraída do valor da dívida. A riqueza em habitação é a componente mais importante da riqueza não financeira das famílias. A riqueza financeira inclui moeda e depósitos, títulos, ações, participações em fundos de investimento e outros ativos financeiros detidos pelos particulares. A dívida é constituída sobretudo por empréstimos bancários.

A riqueza total líquida das famílias, em percentagem do rendimento disponível, tem vindo a aumentar desde 2013, após ter registado uma gradual redução ao longo da segunda metade da década de 2000. Para este aumento contribuíram uma gradual redução da dívida das famílias e um aumento da riqueza em habitação a partir de 2014. O aumento da riqueza em habitação reflete o efeito da valorização associado ao crescimento dos preços da habitação, mais significativo nos últimos dois anos.

 

Para mais detalhes ver nota metodológica “Estimativas anuais do património dos particulares: 1980-2018” publicada no Boletim Económico do Banco de Portugal de maio de 2019 e respetivas séries.

Preparado por Fátima Cardoso. As análises, opiniões e resultados expressos neste espaço são da exclusiva responsabilidade dos autores e não coincidem necessariamente com os do Banco de Portugal ou do Eurosistema.

 

Se desejar receber um email quando for publicado um novo “Economia numa imagem” envie o seu pedido para info@bportugal.pt.