Está aqui

Produção

As notas de euro são emitidas pelos bancos centrais nacionais do Eurosistema, sob autorização expressa do Banco Central Europeu (BCE). O BCE tem o direito exclusivo de autorizar a emissão de notas na área do euro.

As notas de euro são produzidas de forma descentralizada, com base em acordos celebrados pelos bancos centrais nacionais do Eurosistema.

Cada banco central nacional da área do euro é responsável, anualmente, pela produção de uma ou mais denominações, para si próprio e para fornecer a outros bancos centrais. Essa produção equivale a uma parcela das necessidades totais do Eurosistema.

Com esta política de produção de notas, o Eurosistema procura assegurar o fornecimento de notas com qualidade consistente e uniforme, reduzir o número de locais de produção para cada denominação e, fundamentalmente, obter economias de escala no processo produtivo.

Alguns bancos centrais nacionais adjudicaram a sua produção a impressores privados, mantendo, no entanto, a responsabilidade pela qualidade das notas impressas.

O Banco de Portugal adjudica a produção da respetiva quota-parte de notas ao impressor Valora, S.A., empresa que detém a 100 por cento.

Produção VALORA (milhões de notas)

Ano

Denominação

Série

Quantidade

2006

20

1

213,6

2007

20

1

187,9

2008

5

1

193,6

2009

20

1

287,7

2010

5

1

229,4

2011

10

1

157,9

2012

10

1

238,9

2013

20

1

215,2

2014

20

1

195

20

2

16,6

2015

20

2

29,2

5

2

80,6

50

2

22,3