Está aqui

Economia numa imagem

Economia numa imagem

Recebimentos dos fundos europeus relativos ao atual período de programação deverão recuperar nos próximos anos

29.03.2019

Recebimentos dos fundos europeus relativos ao atual período de programação deverão recuperar nos próximos anos

 

Desde a adesão à Comunidade Económica Europeia, Portugal tem vindo a receber fundos que visam apoiar a coesão económica, social e territorial no espaço europeu. De 1986 até ao final de 2018, estima-se que Portugal terá recebido um valor acumulado em torno de 130 mil milhões de euros, a preços de 2011, o que corresponde, em termos médios, a cerca de 2,5% do PIB por ano.

Com base em informação disponibilizada pela Comissão Europeia, verifica-se que a percentagem de recebimentos em Portugal no final de 2018 (quinto ano do atual período de programação) está aquém do observado em igual fase do anterior período de programação. Esta evidência é comum à maioria dos países europeus, com a percentagem de recebimentos portuguesa no atual período de programação a situar-se acima da média europeia. Nos próximos anos, projeta-se uma recuperação dos recebimentos de fundos europeus em Portugal.

Para mais detalhes ver Caixa 2: “Impacto dos recebimentos de fundos da União Europeia na balança corrente e de capital: Portugal 2020 em perspetiva”, publicado no Boletim Económico do Banco de Portugal, de março de 2019.

Preparado por Cláudia Duarte e Carlos Gouveia. As análises, opiniões e resultados expressas neste espaço são da exclusiva responsabilidade dos autores e não coincidem necessariamente com as do Banco de Portugal ou do Eurosistema.

 

Se desejar receber um e-mail quando for publicado um novo “Economia numa imagem” envie o seu pedido para info@bportugal.pt.