Está aqui

Instrução (Histórico) n.º 11/2007

Português, Portugal
Resumo 

Indica que elementos deverão as instituições remeter ao Banco de Portugal para instruir o processo de candidatura para Utilização do Método das Notações Internas (Risco de Crédito) e dos Métodos Standard e de Medição Avançada (Risco Operacional). Revogada pela Instrução n.º 9/2016, publicada no BO n.º 7/2016, de 15-07-2016.

Estado 
Revogado
Data de Revogação 
16-07-2016
Boletim Oficial 
5/2007
Lei Habilitante 
Lei nº 5/98, de 31-01; DL nº 298/92, de 31-12, Artigo 120º RGICSF
Comentário 
Instrução distribuída com a Carta-Circular nº 26/2007/DSB, de 27.04.2007.
Descritores 
Empresas de Investimento,
Estado-Membro,
Fundos Próprios,
Normas Prudenciais,
Países Terceiros,
Prestação de Informação,
Risco Operacional,
Riscos de Crédito,
Sucursal Bancária,
Supervisão
Diploma Regulamentado 
DL nº 104/2007, de 03-04
Data de Publicação 
15-05-2007
Data de Divulgação 
27-04-2007
Data de Entrada em Vigor 
30-04-2007
Tipo de destinatário 
Instituições de Crédito,
Sociedades Financeiras
Destinatários 
Bancos,
Caixa Central de Crédito Agrícola Mútuo,
Caixa Económica Montepio Geral,
Caixa Geral de Depósitos,
Caixas Económicas,
Caixas de Crédito Agrícola Mútuo,
Instituições Financeiras de Crédito,
Instituições de Moeda Eletrónica,
Sociedades Corretoras,
Sociedades Financeiras de Corretagem,
Sociedades Financeiras para Aquisições a Crédito,
Sociedades Gestoras de Patrimónios,
Sociedades de Factoring,
Sociedades de Garantia Mútua,
Sociedades de Investimento,
Sociedades de Locação Financeira
Tema :: Subtema 
Supervisão :: Normas Prudenciais
Instruções Alteradoras/Revogadoras 
Instrução n.º 9/2016