Está aqui

Troca de notas de escudo termina a 28 de fevereiro de 2022

Troca pode ser feita presencialmente, nas tesourarias do Banco de Portugal, ou por correio, e abrange apenas cinco notas de escudo, todas da série dos Descobrimentos. As demais notas e as moedas de escudo já prescreveram e não podem ser trocadas.

No dia 1 de março de 2022 prescrevem as notas da última série de notas de escudo – a série dos Descobrimentos.

As cinco notas desta série, e apenas estas, poderão ser trocadas no Banco de Portugal pelo respetivo contravalor em euros até ao próximo dia 28 de fevereiro (inclusive), o dia útil anterior à data de prescrição.

As notas que ainda podem ser trocadas e o respetivo contravalor em euros são os seguintes:

Nota 10.000 escudos - Efígie: Infante D. Henrique (chapa 2)

Contravalor: 49,88 €

Nota 5.000 escudos - Efígie: Vasco da Gama (chapa 3)

Contravalor: 24,94 €

Nota 2.000 escudos - Efígie: Bartolomeu Dias (chapa 2)

Contravalor: 9,98 €

Nota 1.000 escudos - Efígie: Pedro Alvares Cabral (chapa 13)

Contravalor: 4,99 €

Nota 500 escudos - Efígie: João de Barros (chapa 13)

Contravalor: 2,49 € 

As notas danificadas ou mutiladas pertencentes à série dos Descobrimentos também podem ser trocadas por euros, desde que o apresentante tenha em sua posse fragmentos que permitam reconstituir, pelo menos, 75% da área total da nota em causa.

No final de outubro de 2021, ainda se encontravam na posse do público 11,4 milhões de notas de escudo da série dos Descobrimentos, no valor de 95 milhões de euros.

 

Como trocar

As notas de escudo ainda não prescritas podem ser trocadas por euros de uma das seguintes formas: 

  • Presencialmente, nas tesourarias do Banco de Portugal, em Braga, Coimbra, Évora, Faro, Funchal, Lisboa, Ponta Delgada, Porto e Viseu (pode consultar aqui a localização, o horário de funcionamento e os contactos);
  • Por correio registado, através do serviço especial de valor declarado, para o seguinte endereço:
    Banco de Portugal
    Departamento de Emissão e Tesouraria
    Unidade Central de Operações com Numerário
    Apartado 2001
    1101-801 Lisboa

O envio de numerário por correio deverá obedecer aos seguintes requisitos:

  1. É necessário colocar as notas a trocar num primeiro envelope e, depois de fechado, escrever, no exterior, “contém numerário” e indicar quais as notas enviadas para troca; 
  2. De seguida, este envelope tem de ser colocado dentro de um segundo subscrito, juntamente com uma carta onde é preciso incluir o nome de quem faz o pedido de troca, bem como o respetivo número de identificação, morada, telefone ou e-mail, e os dados necessários para a realização de transferência bancária do valor correspondente em euros – IBAN ou, no caso das contas domiciliadas no estrangeiro, SWIFT CODE. 
  3. Este segundo envelope deve ser enviado por correio registado, através do serviço de valor declarado, com data do carimbo dos CTT até 28 de fevereiro de 2022, para a morada acima mencionada. 

Caso o apresentante faculte o seu endereço de correio eletrónico, receberá, por essa via, uma comunicação a acusar a receção do pedido e a dar conhecimento do número de processo atribuído. Os pedidos serão atendidos por ordem de chegada.

O Banco de Portugal recorda que ninguém está mandatado para recolher notas em seu nome ou em nome de qualquer instituição bancária. Em caso de dúvida, contacte o Banco de Portugal por telefone (+351 213 130 000) ou por e-mail (info@bportugal.pt).