Está aqui

Síntese da atividade sancionatória do Banco de Portugal no 2.º trimestre de 2017

No decurso do segundo trimestre de 2017 o Banco de Portugal instaurou 46 e decidiu 37 processos de contraordenação. 

Dos 37 processos decididos, 27 versam sobre infrações de natureza comportamental, 6 respeitam a infrações de natureza prudencial, 3 versam sobre infrações a deveres respeitantes à prevenção do branqueamento de capitais e do financiamento do terrorismo e 1 processo versa sobre atividade financeira ilícita.

No contexto das referidas decisões foram proferidas pelo Banco de Portugal 3 admoestações e aplicadas coimas que totalizaram € 1.455.500,00 (um milhão, quatrocentos e cinquenta e cinco mil e quinhentos euros), dos quais € 400.000,00 (quatrocentos mil) suspensos na sua execução.