Está aqui

Banco Central Europeu divulga estatísticas sobre os sistemas de pagamentos em 2017

O Banco Central Europeu divulgou hoje dados relativos ao funcionamento dos sistemas de pagamentos e à utilização dos instrumentos de pagamento durante o ano de 2017 nos países da União Europeia.

Estes dados oferecem uma visão integrada dos pagamentos realizados pelos agentes económicos, uma vez que incluem quer as operações liquidadas nos sistemas de pagamentos, quer as operações processadas internamente pelos vários prestadores de serviços de pagamento. 
 

Portugal é o segundo país da União Europeia onde os pagamentos com cartão mais pesam no PIB

De acordo com a informação publicada, Portugal é o segundo país da União Europeia com maior peso do valor das operações efetuadas com cartões de pagamento[1] no produto interno bruto (PIB). O valor dos pagamentos com cartões em 2017 correspondeu a 41% do PIB português, acima do peso médio registado na União Europeia (20%) e na área do euro (15%). Esta posição tem sido mantida por Portugal ao longo dos últimos cinco anos, sendo apenas superada pelo Reino Unido (Gráfico 1).

Os dados refletem a preferência dos portugueses pela utilização de cartões de pagamento nas despesas quotidianas. Em 2017, as operações efetuadas com cartões representaram 68,3% da quantidade e 5% do valor total de operações efetuadas neste período com os diferentes instrumentos de pagamento. Também neste indicador, Portugal fica acima da média da União Europeia, que é de 51,6% em quantidade e de 1,1% em valor (Gráfico 2).

As transferências a crédito e os débitos diretos representam 12% e 11,6% do número de pagamentos efetuados, e 78,9% e 2,6% do valor, respetivamente. Estes valores são inferiores à média da União Europeia. Na realidade, com a exceção do Luxemburgo, Portugal é mesmo o país europeu com menor importância relativa na emissão de transferências a crédito.


[1] Cartões de pagamento emitidos por prestadores de serviços de pagamento residentes. Não considera os pagamentos efetuados com cartões que têm exclusivamente função de pré-pago.