Está aqui

Carta Circular n.º 029/98/DSB

Resumo 
Esclarece que o mutuante de operações de empréstimo de títulos, para efeitos do cálculo dos fundos próprios para cobertura do risco de crédito, deverá ponderar o montante dos valores mobiliários cedidos pelo coeficiente de risco do respetivo emitente, que o mutuário deverá ponderar, para o mesmo efeito, o valor dos títulos dados em colateral pelo coeficiente de risco do respetivo emitente e que o coeficiente de risco atribuído à BDP será de 20%. Revogada pela Carta Circular n.º 86/2008/DSB, de 18-11-2008.
Estado 
Revogado
Data de Revogação 
18-11-2008
Boletim Oficial 
11/98
Data de Publicação 
16-11-1998
Data de Emissão 
12-10-1998
Tipo de destinatário 
Instituições de Crédito,
Sociedades Financeiras
Destinatários 
Bancos,
Caixa Central de Crédito Agrícola Mútuo,
Caixa Económica Montepio Geral,
Caixa Geral de Depósitos,
Caixas Económicas,
Caixas de Crédito Agrícola Mútuo,
Sociedades Corretoras,
Sociedades Financeiras de Corretagem,
Sociedades Financeiras para Aquisições a Crédito,
Sociedades Gestoras de Patrimónios,
Sociedades Mediadoras dos Mercados Monetário ou de Câmbios,
Sociedades de Investimento,
Sociedades de Locação Financeira
Descritores 
Empréstimo,
Fundos Próprios,
Normas Prudenciais,
Países Terceiros,
Riscos de Crédito,
Rácio de Solvabilidade,
Sucursal Bancária,
Supervisão,
Valores Mobiliários
Avisos Associados 
Documentos
Descarregar