SDDS Plus – Indicadores estatísticos padronizados

 

Caracterização sumária da informação estatística

 

Descrição

O Special Data Dissemination Standard (SDDS) Plus corresponde a um conjunto de indicadores estatísticos padronizados, criado pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) com o objetivo de reforçar a transparência, integridade, atualidade e qualidade da informação estatística. Inclui informação sobre dados macroeconómicos, política de divulgação ao público, política de revisões e metodologias subjacentes à produção da informação estatística.

No sistema de Estatísticas online do Banco de Portugal está disponível, em formato de séries longas, a informação estatística abrangida pelo SDDS Plus que é compilada pelo Banco de Portugal.

A informação estatística relativa a Portugal, abrangida pelo SDDS Plus, é compilada pela Direção Geral do Orçamento do Ministério das Finanças, pelo Instituto Nacional de Estatística, pela Euronext Lisboa e pelo Banco de Portugal.

Informação disponível

A informação é disponibilizada no National Summary Data Page (NSDP), que contém os indicadores estatísticos padronizados para Portugal compilados no âmbito do SDDS Plus. A informação estatística produzida neste âmbito pelo Banco de Portugal é também disponibilizada no sistema de difusão estatística BPstat | Estatísticas online.

Esta informação abrange as seguintes áreas:

Setor real: Patrimónios financeiros por setores institucionais.

Setor público: Contas financeiras e dívida das administrações públicas; Financiamento e dívida da administração central.

Setor financeiro: Contas analíticas do sector bancário; Contas analíticas do Banco de Portugal; Taxas de juro, Índice de cotação de ações; Indicadores de resiliência, excluindo preços de imóveis residenciais; Títulos de dívida.

Setor externo: Balança de pagamentos; Ativos de reserva; Posição de investimento internacional; Posição de dívida externa bruta; CPIS - Questionário ao investimento de carteira; CDIS - Questionário ao investimento direto; COFER – Composição das reservas externas.

Enquadramento legal e institucional

 

Enquadramento legal de suporte à produção e disseminação das estatísticas

O SDDS Plus sucede ao SDDS e é o nível mais exigente de difusão estatística definido pelo FMI. Portugal foi um dos nove países aderentes na data do seu lançamento, a 18 de novembro de 2014.

Portugal já pertencia, desde outubro de 1998, ao grupo de países do SDDS. O SDDS foi criado em abril de 1996 pelo FMI com o objetivo de reforçar a transparência, integridade, atualidade e qualidade da informação estatística, facilitando, assim, o acesso aos mercados de capitais internacionais.

O protocolo de divulgação assinado em 2013 entre as entidades nacionais que compilam informação para o SDDS Plus define as formas de articulação e coordenação indispensáveis ao cumprimento dos compromissos decorrentes da adesão de Portugal ao SDDS Plus.

As regras e procedimentos associados ao SDDS Plus estão definidos no sítio do FMI, em http://dsbb.imf.org/Pages/SDDS/Overview.aspx?sp=y

Integridade

 

Acessos privilegiados à informação antes da sua divulgação pública

Nenhuma entidade externa ao Banco de Portugal tem acesso à informação estatística antes da sua divulgação pública.

Fornecimento aos utilizadores de informação sobre revisões e alterações metodológicas

O Banco de Portugal, sempre que ocorrem revisões à informação estatística na sequência de alterações metodológicas, incorpora-as nas páginas de descrição das metodologias do SDDS Plus.

Aspetos metodológicos

 

Âmbito, conceitos e definições

Uma das componentes do SDDS Plus é a descrição harmonizada das metodologias de compilação estatística adotadas pelos diversos países que aderiram a este padrão de qualidade do FMI. No sítio do FMI, na internet, é possível consultar as páginas dos países que aderiram a este padrão e a descrição das referidas metodologias.

Para este objetivo, o FMI criou um referencial de qualidade – Data Quality Assessment Framework (DQAF) - que permite definir uma metodologia de avaliação da qualidade da informação estatística. O DQAF cobre os vários aspetos da recolha, processamento e difusão de dados, por comparação com as boas práticas e os conceitos, definições e metodologias internacionalmente aceites.

O DQAF desenvolve-se em torno de cinco dimensões de qualidade – integridade, consistência metodológica, precisão e fiabilidade, utilidade e acessibilidade – e de um conjunto de condições consideradas pré-requisitos de qualidade.

 

Métodos e fontes utilizadas na produção das estatísticas

Os principais métodos e fontes utilizadas na produção das estatísticas para Portugal contidas no SDDS Plus podem ser consultados na página do SDDS Plus “índice de categoria de dados” (Index of data categories) relativa a Portugal (em inglês).

Utilidade

 

Periodicidade

Mensal, trimestral e anual.

Pontualidade

A informação é divulgada no BPstat no mesmo dia em que é publicada no SDDS Plus, no seu formato habitual.

Política de revisões

Não se aplica.

Acessibilidade

 

Calendário de disseminação aos vários utilizadores

No âmbito das suas obrigações como entidade representante, o Banco de Portugal envia para o FMI, todos os anos, um calendário de divulgação (em inglês) das rubricas no SDDS Plus. Publica também no seu site o link ao FMI Advance Release calendar (ARC). As datas deste calendário podem diferir das datas de divulgação dos respetivos domínios estatísticos no BPstat.

Todos os anos o FMI publica um relatório para cada país sobre o cumprimento do respetivo calendário.

Canais de disseminação

A informação prescrita pelo SDDS Plus é divulgada através de páginas na internet do Banco de Portugal:

National Summary Data Page - Contém os indicadores estatísticos padronizados para Portugal compilados no âmbito do SDDS Plus;

Patrimónios financeiros por setores institucionais - Informação sobre os patrimónios financeiros de um conjunto de setores institucionais, incluindo o detalhe de ativos e passivos para os principais instrumentos financeiros de cada setor;

Template de Reservas Internacionais - Informação sobre o montante e composição dos ativos de Reservas Oficiais, dos outros ativos cambiais detidos pelo Banco Central e Administração Central, de compromissos de curto prazo em moeda estrangeira e das atividades relacionadas (como, por exemplo, derivados financeiros) do Banco Central e Administração Central que possam originar pagamentos resultantes em reduções das reservas e/ou outros ativos cambiais. Esta informação é disponibilizada na vertente multidimensional do BPStat;

Posição da Dívida Externa -Informação da posição da dívida externa bruta, incluindo o detalhe por maturidade original, por instrumento e por setor institucional.

Os dados estatísticos contidos no SDDS Plus passaram a estar disponíveis de acordo com o standard internacional SDMX (Statistical Data and Metadata Exchange).

Na NSDP estão disponiveis ligações para as páginas das instituições responsáveis pela divulgação das respetivas séries estatísticas e para maiores detalhes das estatísticas publicadas.

 Atualizado em 2015/03/19