Estatísticas de sistema bancário

 

Caracterização sumária da informação estatística

 

Descrição

As estatísticas do sistema bancário representam a atividade do sistema bancário, numa ótica de consolidação intra-grupo, englobando informação de stocks e de fluxos.

Informação disponível

Informação desde 1998 até ao segundo trimestre de 2014. Anual para os anos de 1998 e 1999, semestral em 2000 e trimestral a partir de 2001. Informação relativa ao período subsequente encontra-se disponível no BPstat no domínio Principais Indicadores -> Estabilidade financeira -> Indicadores do sistema bancário português.

Enquadramento legal e institucional

 

Enquadramento legal de suporte à produção e disseminação das estatísticas

Nos termos do Artigo 13º da Lei Orgânica do Banco de Portugal, aprovada pela Lei n.º 5/98, de 31 de Janeiro, com as alterações subsequentes, compete ao Banco de Portugal assegurar a recolha e elaboração das estatísticas financeiras, designadamente no âmbito da sua colaboração com o Banco Central Europeu (BCE).

A recolha de informação estatística para o cumprimento das atribuições cometidas ao Sistema Europeu de Bancos Centrais (SEBC) é baseada no Artigo 5º dos Estatutos do SEBC e efetivado no Regulamento n.º 2533/98 do Conselho, de 23 de Novembro (publicado no Jornal Oficial das Comunidades em 27 de Novembro de 1998), relativo à compilação de informação estatística pelo BCE.

Integridade

 

Acessos privilegiados à informação antes da sua divulgação pública

Nenhuma entidade externa ao Banco de Portugal tem acesso à informação estatística antes da sua divulgação pública.

Fornecimento aos utilizadores de informação sobre revisões e alterações metodológicas

O Banco de Portugal publica, sempre que considerado relevante, notas informativas no Boletim Estatístico e no seu sítio na internet quando ocorrem revisões à informação estatística, quer por alteração da informação de base, quer na sequência de alterações metodológicas.

Aspectos metodológicos

 

Âmbito, conceitos e definições

A informação refere-se ao somatório da informação relativa aos grupos financeiros, em base consolidada, que incluem no perímetro de consolidação pelo menos uma OIFM, e às OIFM, em base individual, que não são objeto de consolidação em Portugal. Não se incluem os fundos do mercado monetário.

A informação disponibilizada inclui:

- para o período de 1998 a 2004, a informação utilizada tem por base um reporte numa ótica contabilística, consistente com o Plano de Contas para o Sistema Bancário e com as peças contabilísticas divulgadas publicamente pelas instituições.

- para o período de 2004 a 2007, é disponibilizada informação apenas para as instituições/grupos bancários que adotaram as Normas Internacionais de Contabilidade (NIC) ou as Normas de Contabilidade Ajustadas (NCA) no início de 2005.

- para o período com início em Março de 2007, é disponibilizada informação para a totalidade das instituições/grupos bancários, com base nas Normas Internacionais de Contabilidade (NIC) ou as Normas de Contabilidade Ajustadas (NCA). A informação é apresentada em dois âmbitos diferentes: incluindo e excluindo as instituições com sede no off-shore da Madeira.

Os dados do sistema bancário apresentam quebras de série que decorrem da aplicação de medidas de resolução ao Banco Espírito Santo (BES) e ao BANIF – Banco Internacional do Funchal (BANIF):

- no terceiro trimestre de 2014, os ativos/responsabilidades do BES não transferidos para a situação patrimonial do Novo Banco (NB) não são considerados no agregado do sistema bancário a partir de agosto de 2014. Na ausência de informação contabilística relativa ao BES em base consolidada, para o período compreendido entre 30 de junho de 2014 e o dia da aplicação da medida de resolução (balanço e demonstração de resultados “de fecho”), foi considerado o reporte do BES em base individual, com referência a 31 de julho de 2014, no apuramento dos resultados agregados do sistema bancário relativos ao terceiro trimestre de 2014.

- no quarto trimestre de 2015, os ativos/responsabilidades do BANIF transferidos para o veículo de gestão de ativos, especialmente criado para o efeito – Oitante, S. A. –, não são considerados no agregado do sistema bancário a partir de 20 de dezembro de 2015. Na ausência de informação contabilística relativa ao BANIF em base consolidada, para o período compreendido entre 30 de setembro de 2015 e o dia da aplicação da medida de resolução, no apuramento dos resultados agregados do sistema bancário relativos ao quarto trimestre de 2015 foi considerado o reporte do BANIF em base individual, com referência a 30 de novembro de 2015 (demonstração de resultados “de fecho”).

 

Para mais informação ver Nota de Informação Estatística publicada em Julho de 2009.

 

Métodos e fontes utilizadas na produção das estatísticas

As estatísticas do sistema bancário têm como fonte única as informações reportadas pelas instituições.

Utilidade

 

Periodicidade

Trimestral

Pontualidade

A informação estatística é difundida no sítio do Banco de Portugal na internet (https://www.bportugal.pt/) quinze semanas após o período de referência.

Política de revisões

A informação é revista trimestralmente.

Acessibilidade

 

Calendário de disseminação aos vários utilizadores

O Banco de Portugal disponibiliza um calendário de divulgação das estatísticas no seu sítio na internet (https://www.bportugal.pt/).

A informação estatística é difundida no sítio do Banco de Portugal na internet na internet simultaneamente para todos os utilizadores.

Canais de disseminação

As estatísticas do sistema bancário encontram-se disponíveis em diversas publicações da responsabilidade do Banco de Portugal, acessíveis no sítio institucional do Banco de Portugal.

Contactos

Telefone:  + 351 21 3130320

E-mail:      distat@bportugal.pt

 

Atualizado em 2017/04/07