• A
    • A
    • A
  • RSS
  • English
  • Glossário
  • Links
  • Contactos

Menu de contexto

Recrutamento

O Banco de Portugal divulga nesta página as oportunidades de emprego existentes.

Pode candidatar-se às vagas anunciadas mediante o preenchimento da respetiva ficha de candidatura eletrónica.

O Banco de Portugal assegura a confidencialidade e o sigilo da informação recebida.

Técnico Superior Jurista

O Banco de Portugal admite técnico superior para o exercício de funções na Área de Supervisão Preventiva do Branqueamento de Capitais e Financiamento do Terrorismo do Departamento de Averiguação e Ação Sancionatória.
 
Principais responsabilidades inerentes à função:
 
• Execução de ações de supervisão on-site e off-site para verificação da qualidade dos sistemas de controlo das entidades supervisionadas pelo Banco de Portugal, no âmbito da prevenção do branqueamento de capitais e financiamento do terrorismo;
• Promoção de diligências de averiguação de situações indiciariamente violadoras do quadro normativo vigente;
• Realização de análises jurídicas relacionadas com a prevenção do branqueamento de capitais e financiamento do terrorismo;
• Representação institucional do Banco de Portugal nas instâncias e grupos de trabalho nacionais e internacionais e acompanhamento dos trabalhos neles desenvolvidos;
• Intervenção na discussão, produção e alteração de instrumentos normativos e/ou de documentos de boas práticas, a nível nacional e internacional;
• Cooperação e interação com outras entidades relevantes no domínio da prevenção do branqueamento de capitais e financiamento do terrorismo.

 
PERFIL REQUERIDO

• Licenciatura pré-Bolonha, ou Licenciatura pós-Bolonha com mínimo de parte escolar de Mestrado concluída, em Direito ou em áreas de conhecimento conexas, com classificação final igual ou superior a 14 valores;
• Formação pós-graduada relevante no domínio da prevenção do branqueamento de capitais e financiamento do terrorismo (condição preferencial);
• Experiência profissional mínima de dois anos, preferencialmente no exercício de funções de regulação ou no exercício de funções de assessoria a órgãos governamentais;
• Conhecimentos da legislação e das melhores práticas, nacionais e internacionais, no domínio da prevenção do branqueamento de capitais e financiamento do terrorismo;
• Conhecimentos de direito bancário material e institucional e de supervisão, inspeção ou auditoria (condição preferencial);
• Proficiência em língua inglesa, a nível oral e escrito;
• Conhecimentos de informática na ótica do utilizador;
• Capacidade de trabalho em equipa, relacionamento interpessoal e comunicação;
• Elevado grau de iniciativa e de autonomia;
• Capacidade de adaptação à mudança e de atualização permanente.
 

PROPORCIONAMOS
 
A possibilidade de trabalhar numa instituição de referência, que atua em contexto internacional e que privilegia a realização e o desenvolvimento dos seus colaboradores.

Condições remunerativas compatíveis com a experiência e a responsabilidade da função a desempenhar.
 
CANDIDATURA
 
Se reúne as condições requeridas poderá apresentar a sua candidatura, até ao próximo dia 16/08/2016 (inclusive), através do preenchimento da ficha de candidatura eletrónica e respetivo anexo.

Em caso de dificuldade no preenchimento ou no envio da ficha de candidatura eletrónica, por favor contacte o Banco de Portugal pelo telefone +351 213 130 500 (disponível nos dias úteis entre as 8h30 e as 16h30).