• A
    • A
    • A
  • RSS
  • English
  • Glossário
  • Links
  • Contactos

Menu de contexto

Estatísticas

O Banco de Portugal tem como função essencial a recolha e elaboração das estatísticas monetárias, financeiras, cambiais e da balança de pagamentos, designadamente no âmbito da sua colaboração com o Banco Central Europeu (BCE) (Artigo 13º da Lei Orgânica).  

Nestes termos, a  Lei do Sistema Estatístico Nacional (Lei n.º 22/2008 de 13 de maio) reconhece a qualidade de autoridade estatística ao Banco de Portugal, sem prejuízo das garantias de independência decorrentes da sua participação no Sistema Europeu de Bancos Centrais (SEBC).  O Banco de Portugal, no âmbito da sua participação no Sistema Estatístico Nacional, elabora anualmente o “Plano da Atividade Estatística”, o qual compreende um conjunto de atividades que visam corresponder aos objetivos estratégicos definidos para a função estatística do Banco de Portugal.

O Banco de Portugal colabora com o BCE na recolha da informação estatística necessária ao desempenho das atribuições do SEBC.

As estatísticas compiladas/produzidas pelo Banco de Portugal são:

  • Utilizadas internamente no âmbito das suas várias atribuições, sendo particularmente relevantes para a elaboração de estudos, estimativas e previsões sobre a economia portuguesa;
  • Comunicadas aos organismos internacionais, em particular ao BCE, no âmbito dos compromissos assumidos no domínio estatístico; e,
  • Enquanto serviço público, amplamente divulgadas ao público em geral, de forma  gratuita, através do BPstat - Estatísticas online e do Boletim Estatístico, publicado mensalmente.  

O Banco de Portugal mantém elevados padrões de qualidade na produção e disseminação estatística, fator determinante para consolidar  a confiança que os utilizadores depositam nas estatísticas da sua responsabilidade. Este mesmo entendimento está consagrado no Compromisso Público quanto à função estatística do SEBC, a qual é orientada pelos princípios da imparcialidade, independência científica, confidencialidade estatística, custos apropriados e parcimónia nos pedidos de informação junto dos reportantes. Ver documento associado sobre política relativa à reutilização de estatísticas do SEBC.